quarta-feira, 12 de maio de 2010

Hotelaria internacional discute desafios para expansão no País

Nordest Invest 2010 recebe grandes grupos do setor, que colocam o Brasil como uma das prioridades para os próximos anos

Natal (11/05/2010) – “Os desafios para a expansão das redes hoteleiras internacionais no Brasil” foi tema de um dos debates que aconteceram hoje – durante o segundo e penúltimo dia do Nordeste Invest 2010, em Natal (RN). Com a estabilidade da economia e a proximidade dos dois principais eventos esportivos do mundo, a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, os palestrantes foram unânimes: o Brasil é a bola da vez para o setor.

“Previsões dos organismos internacionais colocam o Brasil como a quinta maior economia do mundo na próxima década. A classe média do País cresce em um grande ritmo e fatores como a cultura e o clima nos permitem afirmar que o futuro para o setor hoteleiro aqui é bastante promissor”, afirmou Juan Escudero, gerente-geral do Grupo Rafael Hoteles, da Espanha.

Magdalena Ramón, diretora de Expansão do Blau Hotel and Resorts, falou sobre as previsões de investimento do grupo para o País. Segundo ela, o produto “férias em família” vai direcionar a implantação de novas unidades da rede na região Nordeste.

“O Brasil tem um turismo diferenciado, que se foca muito mais no próprio público do que em turistas estrangeiros. Ou seja, temos que aprender com essa dinâmica, para oferecer produtos que agradem aos próprios habitantes”, afirmou a diretora.

Os palestrantes também concordaram sobre as preocupações para os grupos hoteleiros internacionais que buscam crescer no País. “A infraestrutura aeroportuária e a malha viária ainda carecem de um novo modelo, que permita ao Brasil aproveitar melhor esse bom momento. O tema da burocracia também é prejudicial, ainda que País já tenha amadurecido nesse ponto”, definiu Juan Escudero.

O moderador do debate foi o diretor do Departamento de Financiamento e Promoção de Investimentos do Ministério do Turismo, Hermano Carvalho. Ele elogiou a iniciativa do evento de abrir espaço para a troca de experiências sobre temas urgentes para o turismo brasileiro.

“O Nordeste Invest tem evoluído a cada ano e é um encontro que traduz o interesse do investidor no mercado brasileiro. Temos desafios, é claro, mas quando escutamos grandes grupos hoteleiros enumeraram os atrativos para ampliarem sua presença País, temos a certeza de que o trabalho do Ministério do Turismo está no rumo certo”.

O Nordest Invest 2010 vai até quarta-feira (12), no Centro de Convenções de Natal (RN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário