terça-feira, 25 de maio de 2010

São Paulo não precisa de mais hotéis para Copa 2014

Pelo menos é o que garante a presidente do São Paulo Convention & Visitors Bureau, Annie Morrissey. A dirigente fez uma apresentação no encontro anual da Globalstar, que iniciou hoje e segue até quarta-feira (dia 26), no Grand Hyatt, na capital paulista, onde revelou alguns projetos da cidade visando a Copa de 2014.

“São Paulo recebe uma média de 11 milhões de visitantes por ano e o mundial de futebol chega com o objetivo de incrementar este número e desenvolver economicamente o destino. Com este evento, que será assistido por cinco bilhões de pessoas, a cidade ganhará ainda mais visibilidade internacional”, comentou ela, completando que há um projeto que engloba todas as necessidades da cidade.

“O governo atuará, principalmente, na melhoria dos aeroportos, mas há também a previsão de investimento em 19 pontos da capital paulista. Fora isso, o metrô será ampliado dos atuais 64 km para 322 km.” Sobre o setor hoteleiro, Annie Morrissey, que atua na Atlântica, se mostrou tranquila. “Não precisamos de novos hotéis para a Copa. A situação é preocupante apenas em Manaus e em Cuiabá, que devem buscar alternativas para melhorar o setor”, finalizou ela. 

Fonte: Panrotas

Nenhum comentário:

Postar um comentário