quarta-feira, 3 de novembro de 2010

50% reservados à Fifa

Negociações foram firmadas antes de Cuiabá ser escolhida como uma das sedes do Mundial no Brasil. Acerto garante pagamento da diária

MARCONDES MACIEL
Da Reportagem

Pelo menos 50% dos leitos dos hoteis da Grande Cuiabá, durante a Copa 2014, serão comercializados pela Math, empresa que organiza a parte de hotelaria em todas Copas do Mundo para a Fifa. O acerto sobre a fatia reservada à Fifa foi feito antes mesmo da escolha de Cuiabá como uma das sedes da Copa no Brasil. Na época, a Capital mato-grossense disputava com Campo Grande a primazia de se integrante do maior evento esportivo do mundo.

“Foi uma das condições da Fifa para que Cuiabá saísse na frente de Campo Grande”, explicou o presidente do Sindicato dos Hoteis, Bares, Restaurantes e Similares de Mato Grosso, empresário Luís Carlos Nigro.

Ele disse que, à época, alguns hotéis não gostaram da idéia da Fifa, mas perceberam que a proposta da Math era um bom negócio para o setor hoteleiro. “Na verdade, a grande vantagem é a garantia do pagamento integral das diárias, mesmo que não haja uma ocupação total dos apartamentos reservados”, salientou Nigro.

Segundo ele, o percentual de apartamentos reservados para pacotes da Fifa variou de estabelecimento para estabelecimento. “Teve hotel que optou por reservar até 80% de seus leitos à empresa contratada pela Fifa”, revelou.

A base do acerto com a Fifa foi o pagamento de “tarifa cheia” das diárias, mais os reajustes anuais, com gatilho automático vinculado ao INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor – um dos indicadores para corrigir os índices de reajuste. “Em um primeiro momento, alguns hoteleiros não entenderam a proposta, mas depois acabaram gostando e entraram no negócio”.

Nigro não soube informar o faturamento da rede hoteleira do Estado, mas informou que os preços médios das diárias variam de R$ 80 (hotel duas estrelas), R$ 115 (três estrelas) e R$ 150 (quatro estrelas).

O acordo com a empresa representante da Fifa é de que em caso da não utilização dos apartamentos reservados, a comunicação deve ser feita em um prazo mínimo de seis meses.

Nigro afirmou que uma das preocupações da Fifa é em relação ao aumento dos investimentos no setor hoteleiro. “Mas não foi feita qualquer exigência neste sentido”.

Os empresários ainda não sabem exatamente de quanto será o lucro com a Copa do Mundo. A próxima etapa do processo consiste justamente em passar uma tabela de valores para a Fifa. Em Cuiabá, praticamente todos os hotéis optaram pelo acordo com a Fifa e já estão iniciando os preparativos para receber a Copa em 2014.

GARANTIA - Para o empresário Renato de Paiva Pereira, dono do primeiro hotel cinco estrelas de Mato Grosso – o Gran Odara, a ser inaugurado em julho de 2011 – a negociação com a Fifa acabou sendo boa em função da garantia do recebimento das diárias dos apartamentos reservados à entidade organizadora do Mundial. “Estamos prevendo ocupação máxima para o período da Copa”, diz Pereira.

O Gran Odara, localizado à Avenida Miguel Sutil, terá 12 andares, 142 apartamentos de luxo e previsão de gerar 120 empregos diretos. Com investimentos de R$ 20 milhões, o empreendimento estará voltado para o turismo de negócios, que responde por mais de 90% de todo o movimento do setor hoteleiro na Grande Cuiabá.

INVESTIMENTOS – Faltando menos de quatro anos para a realização do maior evento esportivo do mundo, as principais redes se preparam para o aumento de demanda e anunciam investimentos. O setor já tem projetos em andamento que ultrapassam R$ 100 milhões em investimentos até 2013 nas duas maiores cidades do Estado, Cuiabá e Várzea Grande. O montante inclui a construção e reforma de 16 hoteis, todos em obras. Até o Mundial serão 1.451 mil apartamentos novos e reformados em Cuiabá e Várzea Grande, um incremento de 3.784 mil leitos em relação ao número atual de 10.774 mil leitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário