quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

E&Y: hotéis atraem R$ 1 bi de fundos ao Brasil

Um estudo conduzido pela Ernst & Young com mais de 60 investidores internacionais, incluindo fundos de private equity, bancos de investimento e fundos especializados no segmento imobiliário, mostrou que o Brasil deve receber recursos de US$ 1 bilhão no setor hoteleiro nos próximos dois anos.

Os investimentos serão focados na área hoteleira e motivados pelas perspectivas do mercado nacional em função da realização de eventos como a Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016.

"Os potenciais investidores planejam construção de hotéis e aquisição de redes já em operação. Há grande perspectiva para a implementação de empreendimentos de luxo", avalia Rogério Basso, sócio-líder de transações para o setor imobiliário da Ernst & Young para a América Latina.

Ainda conforme o especialista, dois terços dos investidores ouvido para realização do estudo estão com recursos comprometidos aos mercados emergentes, especialmente para o Brasil, nos próximos 24 meses.
"Trata-se de um volume substancial para o país, se levarmos em consideração que há uma década este era um destino considerado de alto risco, devido à instabilidade econômica, inflação, dívida e alta volatilidade da moeda”, destaca o sócio da Ernst & Young.
Basso explica, ainda, que 60% dos investidores que estão entrando no mercado brasileiro têm buscado associação com parceiros locais por meio de joint ventures.

Entre os pesquisados, 85% se referem a fundos de investimento baseados nos EUA e 15% são fundos europeus.
"Além disso, quase 60% dos respondentes indicaram que pretendem manter seus negócios por seis anos ou mais no país", finaliza Basso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário