sábado, 19 de fevereiro de 2011

Setor cresce 15% em MT

Para o presidente da FBHA, os setores hoteleiro e turístico do país estão em franca evolução em todo o país


MARCONDES MACIEL
Da Reportagem

A confirmação da Copa 2014 no Brasil refletiu diretamente no desempenho do setor hoteleiro do país, que encerrou o ano passado com crescimento de 7,5% na expansão da rede e de 12% em número de empregos gerados. Em Mato Grosso, o crescimento ficou acima do dobro da média brasileira, 15%, também reflexo da confirmação de Cuiabá como uma das cidades-sede da Copa. Os números são da Federação Brasileira de Hotéis e Alimentação (FBHA), Abih/MT (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Mato Grosso) e Sindicato Intermunicipal de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, que ontem estiveram reunidos em Cuiabá com representantes de outros Estados para discutir, entre outros assuntos, o lançamento do projeto “Profissional Bom de Copa” e as diretrizes do setor para os próximos anos.

Segundo Alexandre Sampaio de Abreu, presidente da FBHA, Cuiabá foi escolhida para sediar a primeira reunião do ano do setor hoteleiro por se destacar entre as cidades da região Centro-Oeste nos quesitos crescimento e atratividade turística. “Sem dúvida, Cuiabá vem apresentando uma expansão surpreendente e terá um papel muito interessante no setor turístico, especialmente com o advento da Copa do Mundo”.

Ele disse que a FBHA está atenta ao novo cenário hoteleiro-turístico e também se prepara para o Mundial de 2014. “Estamos qualificando o setor por meio de cursos inovadores nas mais diversas áreas da hotelaria”, afirmou Sampaio.

A FBHA representa atualmente cerca de 1,20 milhão de empresas, sendo este um setor responsável pela geração de 8 milhões de empregos diretos. “A federação busca ampliar e valorizar ainda mais as parcerias com o setor empresarial, com as áreas governamentais, legislativas e com as demais entidades empresariais do turismo nacional e internacional”, explicou.

EVOLUÇÃO

Ele disse que os setores hoteleiro e turístico do país estão em franca evolução em todo o país. “Se os financiamentos do BNDES e FCO forem desburocratizados, poderemos até mesmo dobrar a nossa expansão nos próximos anos”. Para Sampaio, Mato Grosso é a melhor opção de lazer e turismo da região Centro-Oeste. “As belezas naturais da região atraem turistas de todas as localidades. Apesar de não se caracterizar por destino de praia e sol, os hotéis-fazenda da região chegam a alcançar ocupação de até 95% em determinadas épocas do ano”, frisou.

Segundo o presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes e Bares de Mato Grosso, empresário Luís Carlos Nigro, a grande busca de ocupação fica por conta do Pantanal Convention Bureau, responsável por captar eventos para Cuiabá.

Ele informou que no ano passado a taxa média de ocupação hoteleira na Grande Cuiabá girou em torno de 64%, a melhor dos últimos anos. E avalia que o desempenho de 2010 é fruto do bom momento vivido pelo agronegócio, à chegada de novos investimentos e à realização de eventos de grande porte que impulsionaram o turismo de negócio especialmente no segundo semestre do ano. “Praticamente todo o nosso faturamento depende desta movimentação, que deu uma boa arrancada graças ao excelente comportamento da economia nos últimos anos”, disse.

CARNAVAL

A procura por pacotes na temporada do carnaval 2011 em Mato Grosso já começou nos hotéis e pousadas. De acordo com Luís Carlos Nigro, algumas pousadas já esgotaram suas reservas para o período carnavalesco, que vai de 5 a 8 de março. Os destinos mais procurados no feriado de Carnaval são Águas Quentes, Pantanal e Chapada dos Guimarães.

Nenhum comentário:

Postar um comentário