quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Maksoud Plaza Hotel vai a leilão mesmo com liminar de efeitos suspensos - Revista Hoteis

Maksoud Plaza
Referencia da Cidade de SP
O Desembargador Luiz Antonio Moreira Vidigal, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, acaba de conceder parcialmente uma liminar em Mandado de Segurança, impetrado pelo Maksoud Plaza Hotel que deverá ir a leilão amanhã, dia 24 de novembro, por pendência de dívidas trabalhistas. Com a liminar obtida hoje, qualquer decisão tomada durante o leilão judicial já terá previamente os seus efeitos suspensos até o trânsito em julgado do citado mandado de segurança.

 Leia a Noticia Completa na Revista Hoteis

2 comentários:

  1. A Falta de gestão competente e a substituição de Profissionais por medalhões terminam normalmente de forma trágica, assim quem sabe o espresários passam a ter mais cuidado n forma como são assessorados.

    ResponderExcluir
  2. Rui, acho que a questão foi mais política da empresa que outra coisa: o leilão está sendo feito para quitar dividas trabalhista de outras empresas do grupo.

    ResponderExcluir