sexta-feira, 20 de abril de 2012

Desmistificando a Hotelaria

A grande maioria dos leigos em hotelaria, quando ouvem falar de cursos profissionalizantes ou mesmos universitários para esta carreira, não param pra pensar que faz parte de um sistema de serviços, quando se dão conta disto, ou é tarde demais para sair do curso, ou já estão dentro de um hotel.

O mesmo acontece com grande parte dos investidores, em sua grande parte são como Neil Armstrong, um pequeno passo para um homem, mas um grande passo em suas vidas. Poucos são os que entram neste ramo estudando um pouco o que é a hotelaria em si. Não é para menos que isto acontece, afinal de contas o mundo magico da hotelaria faz parte de sonhos e espetáculos, abrigam colunistas e colunáveis, estão sempre no centro de algo importante ou escanda-los, e estar em um ou ser proprietário de um lhe da a oportunidade de conhecer muita gente interessante.


Na hotelaria de luxo e alto luxo, este foi o meio encontrado para que grandes banqueiros e investidores tivessem oportunidade de se encontrar com o poder, e da mesma forma, grandes mafiosos o utilizam para o mesmo fim, encontrar com o poder, isto ocorre mundialmente e sempre foi assim, foi desta maneira que Howard Huges se entrosou melhor com os militares americanos para desenvolver seus aviões, foi (e é) desta maneira que máfias ao redor do mundo lavam seu dinheiro, e enfim, um mundo de oportunidades para todos, já que a hotelaria não discrimina a ninguém.


A hotelaria atrai todo tipo de gente, principalmente os colunáveis, quem é que não se lembra na década de 80 e 90 os absurdos que artistas faziam dentro dos hotéis? E desta forma estes hotéis recebiam divulgação gratuita na mídia, logo, não faltavam aqueles fãs que queriam hospedagem no mesmo quarto que aquele artista, já fui testemunha de sapateados e arrancadas de cabelos porque queira o mesmo quarto de tal fulano (artista), ou até mesmo gritaria na porta do hotel, com empurrões e afogamento do transito na região.


Em grande parte, é este o maravilhoso mundo hoteleiro que todos imaginam que é! Não obstante, a verdade nua e crua é a seguinte: Hotéis são meios de hospedagem de curta temporada e estão enraizados nos serviços.

Isto é o que grande parte de futuros investidores e profissionais não enxergam antes de começar a pensar em hotelaria, e por consequência disto, acabam por não entender que este ramo é ser em seu âmago serviçal.

A palavra SERVIÇO se origina do latim SERVITIUM que quer dizer SERVIDÃO, ESCRAVIDÃO, “servitium” é originado da palavra SERVUS que quer dizer exatamente ESCRAVO. Esta ultima gerou também o substantivo “servo”, o adjetivo “servil” e o verbo “servir”. E quem presta serviços é um SERVIDOR.


Não que você será escravo de fato de alguém dentro da hotelaria, afinal de contas esta pratica acabou há muito tempo e já que você escolheu este ramo por conta própria, sem que tenha sido forçado a isto, você deverá entender que realmente você será escravo de sua paixão, isto quer dizer que você tem que AMAR ser SERVIÇAL, SERVIDOR, SERVIL, durante as 24 horas do dia, 7 dias por semana os 365 dias do ano (como piada sua folga é no dia 29 de fevereiro).

Não existe a mínima chance de alguém que não tenha essa característica enraizada em seu ser, seja o proprietário do hotel, seja o faxineiro do hotel, simplesmente você respirará, viverá, e se alimentará de hotelaria, e isto quer dizer que seu corpo e alma estarão a disposição de outros, pois, afinal de contas, você se torna serviçal deles (seu escravo), mesmo que seja por um dia ou uma semana, e logo em seguida, aparecerá outro amo ou senhor que exigirá seus serviços.


O dia a dia da hotelaria é assim, de hospede em hospede, atendendo todas as suas necessidades, sendo companheiro e amigo, escovando seus cabelos, passando suas roupas, engraxando seus sapatos, arrumando sua cama, limpando seus quartos e banheiros, um serviço invisível que a grande maioria não percebe e não vê, mas no final do dia, você terá aquela enorme satisfação do dever cumprido, do hospede satisfeito, do sorriso estampado (inclusive algumas lágrimas) quando este parte, enfim, mais um dia no Mundo Maravilhoso da Hotelaria, mesmo sendo um escravo!

Mario Cezar Nogales
Consultor Hoteleiro

Um comentário:

  1. "É difícil ou quase impossível a gente falar muito ou discordar de Mário Cezar Nogales, mas desta vez ele deixou espaço para mim. Precisamos VIVER Hotelaria, eu, Ele, nós os verdadeiros hoteleiros, já os donos de hotel estes ou não são capazes ou não teem tempo, mas o bom mesmo é que para bem da Hotelaria mundial, procurem profissionais como nós, entreguem seus Hotéis,(as administrações deles) e vão pra casa, estudar mercados e prospetar novos investimentos porque eu tenho para eles, donos de Hotel (Hoteleiro sou eu e o Mário) uma péssima notícia; O seu hotel nas nossas mão VAI DAR DINHEIRO e como gosto de coisas grandes a proporção é esta - de cada 10 milhões seus que eu gastar com operação vou devolver-lhe pelo menos 15 milhões, mas devo devolver mais. Prometa não me incomodar e em cinco nos teremos outro hotel pronto para dar Lucro. E Acreditem isto é simples, assim como tudo o que é bom é simples, mas precisa um pequeno detalhe: CONHECER HOTELARIA, e esta simplicidade pressupõe que se conheça:Administração, finanças, liderança, Gestão de coisas e pessoas, MERCADOS e seus meandros, todas as normas e procedimentos na arte de bem ATENDER. E isto pode render até 20 milhões por mês em cada dez, depende do tamanho e categoria do Hotel.
    SUCESSO hoteleiros e reflexão para os donos de hotel ( são duas coisas bem diferentes.").

    ResponderExcluir