terça-feira, 16 de julho de 2013

Calculando seu capital de giro

Cezar Nogales
Consultor em hotelaria
Uma questão de grande importância em qualquer administração e tão antiga quanto do inicio do comercio na historia da humanidade é o Capital de Giro.

O capital de giro, por assim dizer, tecnicamente é um recurso de rápida renovação (dinheiro, créditos, estoques, etc.) que representa a liquidez da operação disponível para a entidade (negócio, organização ou outra entidade qualquer, incluindo entidades públicas). É uma importante ferramenta para tomada de decisões, pois se refere ao ciclo operacional de uma empresa, englobando desde a aquisição de matéria-prima até a venda e o recebimento dos produtos vendidos. Assim como o ativo fixo como plantas e equipamentos, o capital de giro é considerado uma parte do capital operacional.

Obviamente que a grande maioria dos empresários no Brasil nem tem ideia do que seja o capital de giro e por este mesmo motivo bancos fazem empréstimos com este nome o que acaba, inevitavelmente, fazendo com que a empresa necessite de mais capital de giro, mas basicamente o capital de giro é: a disponibilidade que você tem de recursos para operar o seu negocio sem que haja falta dele.

Então, como saber quanto recurso disponível você precisa para ter solidez quanto ao capital de giro? O calculo é bem simples, veja as suas formas de pagamento e recebimento, analise o seu custo fixo, variável e necessidades de estoques durante o período de 30, vejam como:

Sua Receita
O comportamento do como você recebe é um fator importante, pois nele saberemos o prazo de pagamento e o custo que isto possa vir a ter, logo, precisamos entender suas formas de pagamento e o prazo de recebimento das mesmas, em geral o RDS (relatório diário de setor) demonstra isto.
A partir dai podemos aplicar fatores, ou seja, em quanto tempo ê recebe pelas diferentes categorias existente, se o seu recebimento são em 15 dias, logo o fator é 15/30 ou se o seu recebimento é de 45 dias o fator fica em 45/30, vejam que o divisor sempre será 30 pois é o período correspondente a um mês.

Veja os exemplos:





Necessidades de estoques
O hotel não pode parar, assim sendo você necessita de estoques de produtos, sejam eles acabados ou in natura, estes estoques representam recursos disponíveis para o andamento de suas operações, imagine faltar sabonete ou café? Seria imperdoável, logo, o período mínimo de estoque será o Indicador e a quantidade necessária para o mês a Razão, logo, se você precisa de R$ 30.000,00 para manter os estoques do café da manhã por exemplo no período de 30 dias e que você decida manter estoques mínimos por 3 dias, logo a base de calculo será 3/30



Custo Operacional
É imprescindível conhecer quanto custa manter o hotel aberto a, e determinar isto vai de encontro aos seus custos fixos e custos variáveis, logo, se o hotel tem um custo com hospedagem de R$ 45.000,00 e você precisa de 10 dias para manter o hotel funcionando perfeitamente o fator será de 10/30 e então temos:



Fornecedores
As formas de negociação de pagamentos com os fornecedores são necessários para a realização deste cálculo, logo se você paga os seus fornecedores em bases de 15/30/45 ou 30/60/90 fará a diferença para o indicador, logo, monte sua planilha de acordo com os diferentes tipos de fornecedores e formas de pagamento criando a média.



Calculando o Giro
Vamos ver agora o cálculo do capital de giro conforme dados acima, ressaltando que todos os elementos são negativos e o único positivo são os fornecedores.
Elementos Positivos = São representados por aqueles que a empresa deve dispor de dinheiro suficiente no seu caixa para girar a empresa por 30 dias.
Elementos negativos = Os fornecedores são os únicos elementos negativos, pois eles financiam os materiais diretos para a empresa que passa a ser uma devedora aos seus fornecedores.



É neste momento que podemos determinar o giro necessário para seu hotel funcionar no período de 30 dias
Como podem observar, neste exemplo o capital de giro necessário para manter o hotel funcionando sem atropelos é de aproximados R$ 52.000,00 que é o valor a ser mantido sempre constante em caixa, ou seja, se o seu caixa (somatória do saldo em contas bancárias, aplicações, caixa interno) for menor que R$ 52.000,00 seu saldo de fato está negativo, pois esta é a linha para ter a “cabeça fora d’agua”

Saiba mais como melhorar o desempenho de seu hotel, contrate um consultor especializado.
Você pode baixar a planilha modelo em nosso site acesse: www.snhotelaria.com.br





Nenhum comentário:

Postar um comentário